terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Casa nova

Sempre achei que, tendo o dinheiro, por uma casa habitável não era difícil.... Basta entrar numa loja e comprar tudo aquilo que vá aparecendo à frente.
No entanto dou por mim a comprar caixinhas com íman para as especiarias (que continuam fechadas por baixo do lava louça pois não há quadro onde as por) e esquecer-me das colheres de café, ou ter um daqueles utensílios para esmagar o alho e não ter mesa-de-cabeceira, ou até ter a dispensa carregada de garrafas de vinho e não ter cortinados. Who cares!!!
Mas tudo o que falta é irrelevante. Passou um mês (ou quase) e as coisas vão-se compondo. E ao início alguém me dizia "para deixar o conforto da casa dos pais, é preciso muita coragem". Nós tivemos e estou orgulhosa.
E até dou por mim a acordar de manhã e a pensar o que vou fazer para o jantar

3 comentários:

pandora disse...

talvez o tiago deva actualizar a "lista de ajuntamento"!:)
hoje se fossemos beber café a um sítio onde não fossemos amigas dos donos, tratávamos já das colheres!

e a meu ver és a fada do lar mais cool das redondezas!:)
welcome back!!

Biscoita disse...

Como te compreendo...

Há tanta coisa a fazer falta...! Mas que não faz falta nenhuma. E depois outras tantas que bem podiam esperar para ser compradas, mas que acabam misteriosamente por saltar da prateleira para dentro do saco... Vá-se lá entender...!

Nós compramos hoje umas velas para queimar e dar cheiro à casa... Mas ainda não temos cama!

Tiago disse...

LOL, não têm cama??? de vez em quando até sabe bem.. mas só de vez em quando ! :D